O que é trombose? O DIU de cobre pode causar?
Sem categoria

O que é trombose? O DIU de cobre pode causar?

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter

A Trombose é um problema que afeta milhares de brasileiras todos os anos. Além de trazer diversas complicações, ela é uma doença perigosa, que se não for tratada corretamente, pode causar a morte. Mas você sabe o que é trombose e como ela afeta a vida de milhares de brasileiras? Sabe quais são as suas contraindicações e os efeitos que ela causa na pessoa? Calma, pode ficar tranquila! Nós preparamos um artigo completo para você, pronto para lhe tirar estas e todas as suas outras dúvidas. Confira:


O que é trombose?


A trombose ocorre quando os coágulos sanguíneos bloqueiam os vasos sanguíneos. Existem 2 tipos principais de trombose:

  1. Trombose venosa é quando o coágulo de sangue bloqueia uma veia. As veias levam o sangue do corpo de volta ao coração.

  2. A trombose arterial é quando o coágulo de sangue bloqueia uma artéria. As artérias transportam sangue rico em oxigênio do coração para o corpo.


O que causa trombose?


A trombose venosa pode ser causada por:

  • Doença ou lesão nas veias da perna

  • Não ser capaz de se movimentar (imobilidade) por qualquer motivo

  • Um osso quebrado (fratura)

  • Certos medicamentos

  • Obesidade

  • Distúrbios hereditários ou uma maior probabilidade de ter um certo distúrbio baseado em seus genes

  • Desordens auto-imunes que tornam mais provável que o sangue coagule

  • Medicamentos que aumentam o risco de coagulação (como certos medicamentos anticoncepcionais)


A trombose arterial pode ser causada por um endurecimento das artérias, chamado arteriosclerose. Isso acontece quando depósitos de gordura ou cálcio causam espessamento das paredes das artérias. Isso pode levar a um acúmulo de material gorduroso (chamado placa) nas paredes das artérias. Esta placa pode estourar de repente (ruptura), seguida por um coágulo sanguíneo. A trombose arterial pode ocorrer nas artérias que fornecem sangue ao músculo cardíaco (artérias coronárias). Isso pode levar a um ataque cardíaco. Quando a trombose arterial ocorre em um vaso sanguíneo no cérebro, pode levar a um derrame.

Quais são os fatores de risco?


Muitos dos fatores de risco para trombose venosa e arterial são os mesmos. Fatores de risco para trombose venosa podem incluir:

  • História familiar de coágulo sanguíneo numa veia profunda do corpo, chamado trombose venosa profunda (TVP)

  • Uma história de TVP

  • Terapia hormonal ou pílulas anticoncepcionais

  • Gravidez

  • Lesão de uma veia, como uma cirurgia, um osso quebrado ou outro trauma

  • Falta de movimento, como após uma cirurgia ou em uma longa viagem

  • Distúrbios hereditários da coagulação do sangue

  • Um cateter venoso central

  • Idoso

  • Fumar

  • Estar com excesso de peso ou obeso

  • Algumas condições de saúde, como câncer, doença cardíaca, doença pulmonar ou doença de Crohn


Fatores de risco para trombose arterial podem incluir:

  • Fumar

  • Diabetes

  • Pressão alta

  • Colesterol alto

  • Falta de atividade e obesidade

  • Dieta pobre

  • História familiar de trombose arterial

  • Falta de movimento, como após uma cirurgia ou em uma longa viagem

  • Idoso


Quais são os sintomas?


Os sintomas de cada pessoa podem variar. Os sintomas podem incluir:

  • Dor em uma perna (geralmente a panturrilha ou parte interna da coxa)

  • Inchaço na perna ou braço

  • Dor no peito

  • Dormência ou fraqueza em um lado do corpo

  • Mudança súbita em seu estado mental


Os sintomas da trombose podem se parecer com outras doenças do sangue ou problemas de saúde. Sempre consulte seu médico para um diagnóstico.

DIU de Cobre Pode Causar Trombose?


Um dos principais fatores que têm feito mais mulheres optarem pelo DIU de cobre recentemente é a ausência do risco de trombose associado a pílulas anticoncepcionais. Isto acontece, pois o dispositivo não apresenta hormônios em sua composição.  Então, amiga, pode ficar sossegada que com o DIU de Cobre você não estará sujeita a trombose! Claro que isto está associada também aos riscos que mencionamos acima.

Anticoncepcionais e trombose: Qual a ligação?


Além de poderem ser vendidas sem prescrição médica, os anticoncepcionais são uma bomba de hormônios, inseridas no corpo feminino sem o devido cuidado. Para ilustrar melhor a ligação entre trombose e anticoncepcionais, a Dr. Dra. Elisabetta Sachsida Colombo, do Hospital Sírio Libanês, disse o seguinte: 

As pílulas anticoncepcionais possuem progestagênio, um hormônio que deriva da progesterona (essencial para o equilíbrio do ciclo ovariano), ou de uma combinação entre progestagênio e estrogênio. E como citamos antes, o Estrogênio é o principal causador da Trombose. São medicações eficazes para a prevenção da gravidez e, como são vendidas sem prescrição médica, na maior parte das vezes são usadas sem a devida orientação, disse a Doutora.

Vale lembrar que a pílula anticoncepcional é uma medicação como qualquer outra e deve ser indicada e prescrita sempre por um médico. Além das pílulas anticoncepcionais existem outros fatores de risco para a trombose como imobilidade, sedentarismo, tabagismo, gestação, puerpério, idade acima dos 40 anos, reposição hormonal, além de doenças como obesidade, câncer e diabetes. Também existem algumas alterações hereditárias da coagulação que podem predispor a esses fenômenos. Todos esses fatores são levados em conta pelo médico no momento de prescrever determinado tipo de pílula ou, eventualmente, para recomendar outro método contraceptivo.

 

linha

Relacionados

linha