Como Evitar Uma Futura Gravidez Indesejada
Saúde da Mulher

Como Evitar Uma Futura Gravidez Indesejada

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter

Cerca de 85% das mulheres sexualmente ativas que não usam contraceptivos engravidam dentro de um ano. Uma mulher pode engravidar durante a amamentação, a partir de 10 dias após o parto e até mesmo durante a menstruação. A retirada do pênis antes da ejaculação e abstinência periódica não impede a gravidez indesejada ou a propagação de doenças sexualmente transmissíveis. Pensando nisso, nós preparamos um artigo completo para você, pronto para lhe tirar estas e todas as suas outras dúvidas.

Você pode evitar uma gravidez indesejada apenas com:



  • Abstinência total

  • Uso de contraceptivos


Se você é sexualmente ativa e não quer engravidar, use sempre contraceptivos.

Métodos de contracepção:


Nenhum método de contracepção dá 100% de proteção. O preservativo de látex masculino é o único método contraceptivo considerado altamente eficaz na redução do risco de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). As pílulas anticoncepcionais, o implante e os DIUs não protegem contra a infecção por DST.

Para a mulher

DIAFRAGMA


É um disco de borracha com uma borda flexível que cobre o colo do útero e deve ser usado em conjunto com espermicida. Está disponível apenas com receita médica e deve ser instalado por um profissional de saúde. O diafragma protege por seis horas e deve permanecer no local por pelo menos seis horas após a relação sexual, mas não por mais de 24 horas.

ANTICONCEPCIONAIS

Protegem contra a gravidez pelas ações combinadas dos hormônios estrogênio e progesterona. Os hormônios impedem a ovulação. As pílulas devem ser tomadas todos os dias conforme as instruções e não funcionam após o vômito ou a diarréia. Os efeitos colaterais da pílula podem ser náusea, dor de cabeça, sensibilidade mamária, ganho de peso, sangramento irregular e depressão.

IMPLANTES (como Norplant ou implano)

São compostos de pequenas hastes de borracha, implantadas cirurgicamente sob a pele do braço, onde liberam o esteróide contraceptivo levonorgestrel. Sua proteção dura de 3 a 5 anos. Os efeitos colaterais incluem alterações no ciclo menstrual, ganho de peso, sensibilidade mamária e perda de massa óssea.

DIU de Cobre: Porque ele é a melhor opção


O DIU de cobre é um dispositivo em forma de T inserido no útero por um profissional de saúde. O DIU pode permanecer no local de 5 a 10 anos. O DIU de cobre tem uma das menores taxas de falha do método contraceptivo. Às vezes, o dispositivo pode ser expelido e uma mulher deve verificar cada mês após o período menstrual com o dedo, caso ainda possa sentir os fios do DIU. Outros efeitos colaterais podem incluir sangramento anormal e câimbras, mas isso geralmente ocorre apenas durante e imediatamente após a inserção.

Taxas de eficácia de diferentes contraceptivos:



    • Eficácia estimada

    • Preservativo Masculino de Látex 86%

    • Preservativo Feminino 79%

    • Diafragma com espermicida 80%

    • Contraceptivos orais acima de 90%

    • Injeção (Depo-Provera) Mais de 90%

    • Implante (Norplant, Implanon) Mais de 90%

    • DIU de cobre (Dispositivo Intrauterino) 98-99%

    • Esterilização Cirúrgica Acima de 99%

    • Anticoncepcionais de Emergência 75%



linha

Relacionados

linha