Como é inserido o DIU de cobre?
DIU de cobre

Como é inserido o DIU de cobre?

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter

A inserção do DIU de cobre é muito mais rápida e simples do que se imagina.
E casos regulares, ou seja, em que não há qualquer condição pré-existente, é necessário apenas o exame ginecológico de rotina.

Primeiramente, é feita uma limpeza do colo do útero, utilizando-se um produto antisséptico, a fim de prevenir infecções. Então, o médico avalia a posição, o tamanho e a mobilidade do colo uterino.

Com um exame chamado histerometria, o ginecologista mede a profundidade e a direção do útero. Utilizando um espéculo (aparelho similar ao usado para coleta do exame Papanicolau) para abrir o canal vaginal, o médico insere o aplicador que carrega o DIU de cobre e o dispositivo é lentamente alojado no fundo do útero.
Este é um procedimento que não dura mais que 10 minutos e a mulher está liberada para retornar a suas atividades rotineiras imediatamente.
Podem ocorrer dores posteriormente, como cólicas nas primeiras horas. Mas não há motivo para alarde, elas podem ser tratadas normalmente com um analgésico que a paciente já esteja acostumada a tomar. Esse incômodo é passageiro e em poucos dias a paciente já se deverá se sentir bem

*Texto com curadoria de Dr. Luis Guillermo Bahamondes.

linha

Relacionados

linha