Saúde da Mulher

Métodos contraceptivos com menor taxa de falha

Atualmente a grande maioria das mulheres não deseja engravidar sem planejamento e por conta da popularidade da pílula anticoncepcional, isso acaba ocorrendo com certa frequência, uma vez que muitas mulheres não tomam o comprimido do jeito indicado. Para que isso não ocorra, existem métodos contraceptivos com menor taxa de falha que a pílula anticoncepcional.

O dispositivo intrauterino (DIU), seja ele de cobre ou hormonal, e o implante contraceptivo são as opções.

E por que estes três métodos falham tão pouco?

Primeiro porque não dependem da lembrança diária, semanal ou mensal como ocorre com a pílula anticoncepcional. Uma vez colocado no útero ou no braço (no caso do implante), a mulher pode ficar despreocupada em relação a reprodução.

Porém é importante ressaltar que, por menor que seja, existe sempre uma taxa de falha entre os métodos contraceptivos: em cada 100 mulheres usuárias de DIU ou implante contraceptivo menos de uma irá engravidar em um ano; já entre as usuárias de pílula anticoncepcional a cada 100 entre 8 e 12 mulheres poderão engravidar.

Ou seja, procure seu médico, informe a sua escolha e fique segura e tranquila.

Curta nossa página no Facebook, e entenda melhor sobre Saúde Feminina.

*Texto com curadoria de Dr. Luis Guillermo Bahamondes.

Relacionados